Leitura  e arte
Leiturartes
Boa tarde! Segunda-feira 17 de Junho de 2019  -   Passagem das Pedras, Picos - Piauí

Postado em: 23/09/2015 - Por: Nonato Fontes - Visitas: 3427

A lenda do corpo seco

O Corpo Seco, sem ter lugar para descanso de morte, passou a penar pelas estradas em busca de vítimas

O Corpo Seco era uma pessoa muita má, depois que morreu não arranjou morada no céu e nem mesmo no inferno foi aceite.

A lenda do corpo seco

O Corpo Seco, lenda que povoa o imaginário das gentes dos estados de São Paulo, Minas Gerais e região centro oeste do Brasil, se apresenta como uma pessoa que tem seu corpo comido pela terra e que margeia as estradas em busca de sangue dos que passam.

 

Como Surgiu:

 

Conta a lenda, que o Corpo Seco era uma pessoa muita má, dizia que ele batia até na mãe, depois que morreu e foi enterrado, em sua transição da terra para o outro mundo, não arranjou morada no céu e nem mesmo no inferno foi aceite. Assim a terra o rejeitou também, só que depois de ter comido quase toda a carne.

 

O Corpo Seco, sem ter lugar para descanso de morte, passou a penar pelas estradas em busca de vítimas, dizem que quem passar por perto, não percebe aquele esqueleto que fica camuflado nos trocos e raízes de árvores, assim se torna presa fácil. Depois que o Corpo Seco agarra, tenta beber todo o sangue da vítima, caso alguém não apareça para salvar, pode ser levado à morte.

 

Em algumas variantes da lenda, contam também que era um homem fazendeiro muito ganancioso que guardava todas as frutas do pomar da fazenda, para que assim ninguém a pegasse, mesmo depois de morrer, continuou a vagar pela terra na ganância de proteger o bem que tinha, assim quem chegasse perto da fazenda ele agarrava e sufocava até a morte, case ninguém viesse salvar.

 

    Seja o primeiro a comentar esta matéria!



Ver todas de: folclore