Leitura  e arte
Leiturartes
Bom dia! Sábado 24 de Agosto de 2019  -   Passagem das Pedras, Picos - Piauí

Postado em: 15/05/2014 - Por: Nonato Fontes - Visitas: 3001

Brincadeiras de roda

poderemos recontar nossas brincadeiras de quando criança

Nossas brincadeiras de roda foram sendo esquecidas com o passar do tempo, nos dias de hoje são poucas as pessoas que...

Brincadeiras de roda

Nossas brincadeiras de roda foram sendo esquecidas com o passar do tempo, nos dias de hoje são poucas as pessoas que ainda sabem contar alguma das que fizeram parte de nossa juventude, das diversões em nossos terreiros, em nossas escolas. Aqui estão algumas, fragmentadas, claro, mas foram lembradas, o mais importante é isso, saber que alguém cantando ou contando um trecho e outro completando, unindo um a outro pedaço que cada um guardou na memória poderemos recontar nossas brincadeiras de quando criança, metade delas estão guardadas em meio às quadras de cada cantiga.

 

Quem souber de algumas nos mandem, vamos reviver nossa infância, pois é lembrando delas que podemos transmitir para nossos filhos e filhas as velhas e sadias brincadeiras de roda.

 

 

QUEM SOUBER CANTE

 

Três três passará
O derradeiro é de ficar
Se não for o da frente
O de trás será.

Fui na Espanha
Buscar o meu chapéu
Azul e branco
Da cor daquele céu

Olha palma, palma, palma
Olha pé, pé, pé
Olha roda, roda, roda
Caranguejo peixe é

Caranguejo não é peixe,
Caranguejo peixe é,
Caranguejo só é peixe
Na enchente da maré

Samba crioula
Que vem da Bahia
Pega a criança
E joga na bacia

A bacia é de ouro
Areada com sabão
E depois de areada
Enxugada com roupão

O roupão é de seda
Camisinha de filó
Sapatinho de algodão
Para dá bença a vovó

Abença vovó! Abença vovó!

Lagarta pintada
Quem foi que te pintou?
Foi a velha cachimbeira
Que por aqui passou

No tempo da areia
Fazia poeira
Puxa lagarta
Nessa orelha

Senhora dona canja
Descubra o seu rosto
O seu rosto é de prata
Quero ver a sua cara

Que anjos são esses
Que andam por aí
É de noite é de dia
Padre nosso ave Maria

Somos filhas do rei
Somos netos da rainha
Senhor rei mandou dizer
Pra se esconder lá nas pedrinhas

 

A PONTE D'ALIANÇA

Pela ponte d'aliança
todo mundo passa
Pela ponte d'aliança
todo mundo passa
as lavadeiras fazem assim,
as lavadeiras fazem assim,
assim, assim, como é bom brincar.

(gestos de mulher esfregando roupa)

Pela ponte d'aliança
todo mundo passa
Pela ponte d'aliança
todo mundo passa
as engomadeiras fazem assim,
as engomadeiras fazem assim,
assim, assim, como é bom brincar.

(gestos de mulher engomando)

Pela ponte d'aliança
todo mundo passa
Pela ponte d'aliança
todo mundo passa
as vaidosas fazem assim,
as vaidosas fazem assim,
assim, assim, como é bom brincar.

(gestos de mulher se maquiando)

Pela ponte d'aliança
todo mundo passa
Pela ponte d'aliança
todo mundo passa
as piolhentas fazem assim,
as piolhentas fazem assim,
assim, assim, como é bom brincar.

(gestos de mulher coçando a cabeça)

Pela ponte d'aliança
todo mundo passa
Pela ponte d'aliança
todo mundo passa
as varredeiras fazem assim,
as varredeiras fazem assim,
assim, assim, como é bom brincar.


(gestos de mulher varrendo)

 

Caí no poço,
quem te tirou?
Foi o meu bem.
Quem é teu bem?
É você e mais ninguém.

(diz o nome da pessoa)

 

 

    Seja o primeiro a comentar esta matéria!



Ver todas de: folclore