Leitura  e arte
Leiturartes
Boa tarde! Segunda-feira 17 de Junho de 2019  -   Passagem das Pedras, Picos - Piauí

Postado em: 19/05/2015 - Por: Nonato Fontes - Visitas: 3486

Brincadeiras de Roda | O Cinturão Queimado

Brincadeira que reunia bastantes meninos, rapazes, moças e até gente grande

O cinturão queimado era uma das brincadeiras de roda que animava as noites da criançada em reunião nos terreiros...

Brincadeiras de Roda | O Cinturão Queimado

Brincadeira que reunia bastantes meninos, rapazes, moças e até gente grande, como eram chamados os maiores pela criançada do nosso tempo.

 

Era necessário um cinturão, ou somente um chinelo, para começar a brincadeira. Sentávamos todos em círculo, sem poder olhar para trás, enquanto o escolhido para esconder o cinturão saia para escolher o local mais difícil para colocar o artefato, bastava estar pronto e gritar pode vir, que todos saiam em disparada para encontrar.

 

O que deixava mais interessante a brincadeira, ao mesmo tempo temeroso, era saber que aquele que encontrasse primeiro o cinturão poderia surrar, com toda a concepção da palavra, surrar o primeiro que conseguisse pegar, pois saiam todos correndo até chegar no local onde a brincadeira iniciou, ali estava a salvo.

 

Sempre apareciam os mais espertos que conseguiam surpreender os desavisados, pois esses não observavam muito os outros, apenas procuravam o cinturão despreocupado. Sabendo disso o que encontrava, disfarçava até que eles se aproximassem mais, aí quando isso acontecia, eram lapadas de se ouvir gritos de ais seguidos pela carreira.

Depois de todos salvos, iniciava-se uma nova etapa, só que desta vez quem escondia o cinturão era o que tinha encontrado na vez anterior. Nesta brincadeira, também tinha a ajuda de quem escondeu o objeto, fazendo alguns alertas de quem estava quente - mais próximo -  e de quem estava frio - mais distante do cinturão.

 

Hoje até podemos ouvir críticas à forma cruel do desenrolar da brincadeira, mas delas a garotada tirava exemplos, jamais havia confusão pelas lapadas levadas, o que mostrava a capacidade adquirida de controlar seus impulsos, pois se tratava de uma brincadeira apenas, e tudo terminava em uma grande gargalhada e uma divertida noite de encontro da garotada.

 

    Seja o primeiro a comentar esta matéria!



Ver todas de: folclore