Leitura  e arte
Leiturartes
Boa tarde! Segunda-feira 17 de Junho de 2019  -   Passagem das Pedras, Picos - Piauí

Postado em: 20/05/2014 - Por: Nonato Fontes - Visitas: 1156

Enquanto o Trem não Passa: Falando Sozinho

Artigo do cotidiano

O queijo estava posto a ratoeira, o rato se aproxima, fora da armadilha olha e sai. Pois a merda do rato nem cheirou, andou longe da ratoeira.

Enquanto o Trem não Passa: Falando Sozinho

O Espelho

Hoje pela manhã ao olhar o espelho, senti uma saudade que me estremeceu o coração, lembrei de você, da sua cor, do seu jeito lindo, tentei esquecer por um instante, mas foi impossível, apenas lembrei de uma pequena passagem quando ainda estava comigo, eu corria contra o vento e tu, ah tu, como tu balançava, balançava tanto que meus olhos se enchiam de você. Mas infelizmente o tempo me fez te perder, embora hoje ainda me resta um pouco de você. Essa saudade só some quando levanto um pouco o rosto e não vejo o espaço que me deixaste aberto. Quanta saudade de você meus LINDOS CABELOS!



Dia a Dia, sem Novidades...

Hoje ao fechar meu hotmail deparei com uma notícia pra lá de vazia, para mim, claro. Dizia o chamado, Porto Alegre registra quatro casos de nudez pública em 11 dias, nem li. Para mim isso passa longe do que acontece em Florença na Itália, onde um homem passa o dia todo, todos os dias em cima de uma base de mármore, Nu, desde 1504 e ninguém reclama.


A Hora dos Mais Espertos

O queijo estava posto a ratoeira, o rato se aproxima, fora da armadilha olha e sai.
Ouve-se um grito enraivado:
Porra mulher! Eu te mandei comprar um queijo francês!
A mulher responde lá de dentro: Esse daí é um francês, e dos melhores!
Pois a merda do rato nem cheirou, andou longe da ratoeira.
Mas tu és mesmo idiota, responde a mulher.
Como assim, Idiota?
Você tirou apenas um pedaço e deixou o todo fora da estante, ele está de barriga cheia.
Nem acredito, ele comeu meu queijo?
Não somente o seu... O meu, o dos meninos, só não comeu o dele.
Moral da história: Para ratos, não importa a qualidade vale mais é a quantidade.



O Progresso Descomunal


A cidade dorme tranquila, as meninas e os meninos roncam em seus sonos, tranquilos, os jornalistas dormem ou inventam notícias, tranquilos. Os poetas dormem tranquilos, as poesias dormem, tranquilas. As máquinas... As máquinas aguardam o outro dia, intranquilas. Enquanto isso meu Rio morre, tranquilo, aterrado em seu último caixão, enquanto todos dormem, tranquilos...



Quem com Chifre Fere com Chifre Será Ferido!

Nosso cotidiano revela cenas demasiadamente hilárias, vejam vocês:
Um dia eu estava em um trajeto que corta da matriz até a feira de Picos, quando encontro um casal discutindo sobre certo desvio de olhar por parte do homem.
Você deve ter alguma coisa com ela! Disse a mulher.
Está ficando maluca?! Eu nunca vi aquela figura em minha frente, primeira vez. Respondeu o homem.
Assim discutiram um pouco.
Eu que nem um pouco de curiosidade tinha, parei apenas para verificar o movimento de transeuntes que iam e vinham, escutei bastante sobre a tal mulher, vilã da história.
A mulher irritadíssima, depois de proferir inúmeros vitupérios contra o rapaz, finalizou dizendo:
Nunca mais me procure, caso contrário, direi para sua esposa que você está traindo ela com eu e com aquela sirigaita.
Moral da história:
Quem com chifre fere com chifre será ferida.
Ou era outra coisa?????

 

    Seja o primeiro a comentar esta matéria!



Ver todas de: artigos