Leitura  e arte
Leiturartes
Boa tarde! Segunda-feira 17 de Junho de 2019  -   Passagem das Pedras, Picos - Piauí

Postado em: 15/05/2014 - Por: Nonato Fontes - Visitas: 20208

Teatro para o dia das mães: A melhor mãe do mundo

Texto de teatro para o dia das mães

Texto para teatro para ser apresentado no dia das mães, teatro dia das mães é quase uma certeza de deixar as mães emocionadas na apresentação...

Teatro para o dia das mães: A melhor mãe do mundo

ATO I

 

(numa sala, uma mulher e seus filhos dialogam)

 

Inácia:  Vamos tomar café, minhas filhas, já ta chegando a hora do colégio.

 

Sílvia:  Mãe, onde ta meu livro de geografia?

 

Inácia:  Coloquei na gaveta de baixo.

 

Joana:  Não sabe guardar as coisas...

 

Sílvia:  Estudei até tarde, e esqueci.

 

Joana:  Sílvia, pega a minha bolsa quando você voltar.

 

Sílvia:  Não sou empregada de ninguém.

 

Joana:  Mais quando quer que a gente faça alguma coisa, não é?

 

Inácia:  Deixa filha, você sabe que a Sílvia sempre foi assim.

 

Luís:  Que zoada é essa de vocês. Acorda todo mundo.

 

Lúcia:  Parece que ta na feira da rapadura.

 

Inácia:  Mas já tava na hora de acordar mesmo, já são seis e meia.

 

Luís:  Bom dia! Minha querida (beijando-lhe o rosto)

 

Inácia:  Bom dia! Dormiu direito? Trabalhou tanto ontem.

 

Luís:  Tem que ser assim, a família é grande.

 

Lúcia:  Mãe amanhã vai ter reunião dos pais no colégio e quero que a senhora vá.

 

Inácia:  É a tarde mesmo?

 

Lúcia:  Vai ser às 14: 00hs, no auditório.

 

Inácia:  Ta bom. Estarei lá.

 

Sílvia:  (beijando a mãe) Já vou, mãe. Tchau gente!

 

Joana:  Espera por mim, Sílvia. Tchau meu povo.

 

Inácia:  Vão com Deus, minhas filhas.

 

Lúcia:  Mãe, pai, vocês deixam eu ir o aniversário de um amigo meu hoje?

 

Luís:  De jeito nenhum, você ainda é muito nova pra sair sozinha.

 

Lúcia:  Mas pai, eu volto cedo.

 

Luís:  Nem assim, o mundo ta cheio de armadilhas, minha filha, e todo cuidado é pouco.

 

Lúcia:  (saindo para o quarto) Eu faço tudo direitinho e ainda não confiam em mim.

 

Luís:  Não é desconfiando de você, filha. São os perigos que estão por aí.

 

Inácia:  Acho que devemos ser cautelosos, Luís. Mas as meninas precisam se divertir.

 

Luís:  Você tem um coração de manteiga (sorrindo)

 

Inácia:  Não é isso, somente penso de quando éramos jovens. Sempre queríamos nos divertir e nossos pais não deixavam, pois naquela época era assim.

 

Luís:  Lembro... Quando íamos para um forró tínhamos que voltar antes das dez. E naquela época não havia os perigos que hoje há.

 

Inácia:  Por isso, Luís, acho que devemos deixá-la ir. Você a pega quando for à hora de voltar.

 

Luís:  Não sei por que, mas às vezes acho que você me faz ficar de coração mole também.

 

Inácia:  Vou conversar com ela antes, pode deixar.

 

Luís:  Tudo bem. Você sempre foi uma mulher cautelosa. Tenho que ir (beija-a e sai)

 

Inácia: (chamando Lúcia) Lúcia venha aqui, quero conversar com você.

 

Lúcia:  (entrando meio cismada) Oi, mãe.

 

Inácia:  Conversei com o seu pai e decidimos deixá-la ir.

 

Lúcia:  (corre e abraça-a) Poxa, mãe, você é a melhor mãe do mundo!

 

Inácia:  Mas filha, muito cuidado. Fique sempre atenta. Quando vir uma coisa que achas que é errado, deixe pra fazer no outro dia.

 

Lúcia:  Como assim mãe? (admirada)

 

Inácia:  Você vai ter um dia todo pra descobrir se deve ou não fazê-lo.

 

Lúcia:  Pode deixar, mãe. Você nunca vai ver essa sua filha lhe causar desgosto.

 

(saem abraçadas)

 

 

 

ATO II

 

(Inácia varrendo a casa, liga o rádio)

 

Boa tarde! Minha gente querida de Vila Nova do Piauí. Esta é a rádio Luar da serra. Este é o programa tarde sertaneja, o locutor que vos fala é Mário Teixeira.

 Boa tarde a todos, peço licença para entrar em vossos lares com a programação de todos os domingos. Esse domingo de sol, mas com um clima maravilhoso. Hoje é um dia mais que especial e a nossa programação não vai ser diferente. Neste, 11 de maio de 2008, segundo domingo do mês, comemoramos o dia daquela que nos trouxe ao mundo, nossa mãe. E como não podia deixar de lembrar essa data, dedicaremos este programa a todas as mães vilanovenses e de todo o país.

Hoje nós, filhos e filhas, precisamos refletir sobre o que temos feito para recompensar aquela que sempre se preocupou conosco. Talvez até pensemos que o que temos feito é o suficiente, mas em relação ao carinho que nos é dado por ela, ainda é pouco. Será que nos lembramos dela como deveríamos lembrar? Por exemplo, nesse dia quem já a abraçou, quem já beijou-lhe a face e dedicou palavras de carinho, quem já sentou do seu lado e falou o quanto ela é importante na sua vida, quem tocou as suas mãos pedindo-lhe a benção de todos os dias. Talvez por estar próxima esquecemos-nos de fazer tudo isso com a certeza de que amanhã ou depois ela vai está ali e tudo pode ser feito. O que tenho a dizer a todos vocês que me ouvem, neste momento, é que talvez por assim pensar, carrego comigo uma enorme sensação de que deixei escapar o momento certo para fazer, pois quando tinha a minha mãe presente não me preocupei de dá a ela, o que realmente ela merecia. Carinho e dedicação. Hoje que já não está comigo, resta-me apenas rezar e pedir que todos os filhos, que tem suas mães, jamais se esqueçam de dá carinho e atenção em todos os momentos, pois amanhã é sempre outro dia, e hoje ela ainda merece mais.   

E você mãe tem recebido o que merece? Já recebeu o carinho dos filhos nesse dia que é seu? Talvez esteja pensando o quanto é importante para eles que estão aí do seu lado. O quanto eles a amam, pois não se esqueceram de você. Sente-se a mãe mais feliz do mundo. Pois é a você que eu dedico este programa. Espero que nunca falte esse amor que tem recebido da família. Que nunca falte o sorriso no seu rosto, e que você possa comemorar todos os dias com amor e dedicação o que lhe é retribuído. A você os meus sinceros votos que isso tudo se repita por muitos e muitos anos.

Mas também não podemos deixar de lembrar, daquelas mães, que por uma razão ou outra se sentem sozinha, sentada no vazio de sua sala pensando o que aconteceu. Seus filhos não se lembraram de uma data tão importante? Talvez passe por sua cabeça uma sensação que não deu o que eles queriam. Que tenha faltado alguma coisa. Nessa hora se sente abandonada, o coração pulsa descompassado em seu peito e as lágrimas rolam pelo seu rosto suado da labuta do dia. O que tenho a dizer a você é que apesar de seus filhos não estarem presentes, em algum lugar estão lembrando de você e com certeza, dedicarão esta música de todo coração àquela que lhe deu a vida e que dedicou a sua, para que eles possam ter todos os dias à paz alcançada com seus ensinamentos. Parabéns pra todas vocês, mamães.

 

 ----------------------------------------------------------------------------

 

Ao encerrar a narração, entram todos os filhos que atuam na peça, fazem um agradecimento e dão os parabéns ou recitam poesias para sua mamãe.

 

  • icone-msn.png Nome: Daniely

    Em: 06/05/2019 às 00:26:13

    Maravilhoso amei gostei muito????????????

  • icone-msn.png Nome: Leticia silva santos

    Em: 06/05/2019 às 00:26:00

    Eu querio uma mensagem muito lindah dia das maes



Ver todas de: teatro