Leitura  e arte
Leiturartes
Boa tarde! Quinta-feira 14 de Novembro de 2019  -   Passagem das Pedras, Picos - Piauí

Postado em: 12/08/2015 - Por: Nonato Fontes - Visitas: 3595

A lenda do Negrinho do Pastoreio

Conta a lenda que um dia de muito frio o estancieiro ordenou seu escravo a pastorear uns cavalos.

O Negrinho do Pastoreio é uma lenda africana cristã muito difundida no século XIX quando havia a batalha pelo fim da escravidão.

A lenda do Negrinho do Pastoreio

O Negrinho do Pastoreio é uma lenda africana cristã muito difundida no século XIX quando havia a batalha pelo fim da escravidão. Segundo a lenda, tratava de um escravo de um estancieiro muito mau, esse menino tinha uma estatura baixa e se dizia afilhado da Virgem Maria.

 

 

Conta a lenda que um dia de muito frio o estancieiro ordenou seu escravo a pastorear uns cavalos. De volta para a estância, acusado de perder um dos baios, leva uma tremenda surra de chicote do seu dono, este o ordena a voltar e achar o cavalo baio que havia sumido, caso isso não acontecesse seria punido com mais força.

 

 

Quando voltou para procurar, logo o encontrou, mas após laçar o cavalo, já cansado da surra, pegou no sono e esse animal sumiu novamente. Logo que chegou sem o baio, o estancieiro o levou até um formigueiro grande e o colocou nu em cima, somente depois do Negrinho, como era conhecido, pois não tinha nome e nem padrinho, ter seu corpo totalmente coberto por formigas foi que o estancieiro saiu.

 

No outro dia, o homem foi ver como tinha ficado seu escravo depois da punição cruel, lá chegando ficou completamente desnorteado, o escravo estava de pé e sem nenhuma marca no corpo, à sua frente estava A virgem Maria. O estancieiro se ajoelhou e pediu perdão ao negrinho, mas esse nada respondeu, beijou a mão da Santa, montou no baio e sumiu levando a tropa.

 

A lenda do Negrinho do Pastoreio é muito conhecida na região sul, por tratar de um lugar que mais se identifica com ela. Conta a lenda, que vez por outra, o Negrinho é visto pelo campo a conduzir uma tropa montado no cavalo baio.

 

    Seja o primeiro a comentar esta matéria!



Ver todas de: folclore