Leitura  e arte
Leiturartes
Boa noite! Terça-feira 14 de Julho de 2020 - 20:45:36  -   Passagem das Pedras, Picos - Piauí

Postado em: 26/08/2015 10:54:08 - Por: Nonato Fontes - Visitas: 8197

Vegetação da caatinga: O juazeiro

O juazeiro faz parte da caatinga vegetação, arvores nativas do cerrado, plantas nativas do brasil.

Falando do juazeiro, possui a mesma resistência do mandacaru, com uma qualidade ainda maior, mantém-se com suas folhagens sempre verdes.

Vegetação da caatinga: O juazeiro

Uma pausa para colocar em destaque a árvore que, na minha humilde opinião, pode ser considerada o maior símbolo do nordeste: O juazeiro. Apesar de essa patente pertencer ao mandacaru, que também é uma planta muito especial para os nordestinos.

Quando se fala em árvore símbolo de uma região, como o mandacaru é o do nordeste do Brasil, trata-se de uma planta cujas características se assemelham a região onde nasce e cresce, no caso do mandacaru, é conhecido assim por possuir resistência capaz de sobreviver as mais devastadoras secas que assolam o sertão nordestino, servindo de alimento tanto para o gado e até mesmo para as pessoas, sendo uma espécie que costuma ser mais encontrada em regiões secas.

 

Falando do juazeiro, possui a mesma resistência do mandacaru, com uma qualidade ainda maior, mantém-se com suas folhagens sempre verdes, pode ser em épocas de seca braba, servindo de sombra para retirantes e aventureiros, que resolvem penetrar na mata em busca de alguma caça ou apenas desbravar o sertão velho rachado do sol causticante. Pode se encontrar em quase todas as propriedades de plantios, um pé de juazeiro, pois serve como local de descanso para os trabalhadores da roça, com uma ressalva: Jamais procure um juazeiro para se abrigar da chuva, pois a árvore tem grande capacidade de atrair raios.

Para muitos, como já li em alguns artigos, o juazeiro costuma manter-se mais verde em lugares úmidos, mas somente quem desbrava a caatinga é que pode comprovar que o juazeiro, tanto faz sua localização, basta está em tempo de soltar suas folhas que elas brotarão verdinhas e se manterão por todo o período assim, como se todos os dias chovessem em sua copa, o que faz do juazeiro uma árvore bem característica do nordeste. Assim como o mandacaru, o juazeiro também serve de alimentos para os bichos e para os humanos, visto que sua fruta, apesar de pequena, tem um grande sabor e é bem nutritiva, bastante rico em vitamina C. Muitas pessoas já utilizaram sua raspa para limpar os dentes, isso mesmo antes de ser descoberta pelos fabricantes do creme dental que traz em sua composição o juá, sua abreviação.

 

O Juazeiro, assim como o mandacaru, não dá para dizer se para mais ou para menos, é contado e cantado em versos por poetas e prosadores, como também servindo de cenário para muitos filmes e documentários feitos por gente, tanto do nordeste, como de outro lugar do Brasil, o que deixa mais claro a bela impressão que o juazeiro causa a aqueles que um dia tiveram a grata satisfação de encontrar um pé em algum lugar por onde passou.

 

O juazeiro também é medicinal, mas deixo aqui para os especialistas, não entrarei em detalhes neste assunto.

 

Se ainda não conhece um pé de juazeiro, com certeza nunca veio ao nordeste, ou se veio deixou de desfrutar da beleza do juazeiro copado. Se um dia voltar à região, busque conhecer o juazeiro, tente resistir em não sentar-se à sua sombra, depois me diga se não estou correto, principalmente se tratando de um lugar onde o sol castiga desde às seis da manhã.

 

Ponho em destaque aqui alguns versos e músicas que fala do Juazeiro:

 

Os Animais têm Razão - Literatura de Cordel (Antônio Francisco)

 

Quem já passou no sertão

E viu o solo rachado,

A caatinga cor de cinza,

Duvido não ter parado

Pra ficar olhando o verde

Do juazeiro copado.

 

E sair dali pensando:

Como pode a natureza

Num clima tão quente e seco,

Numa terra indefesa

Com tanta adversidade

Criar tamanha beleza.

 

O juazeiro, seu moço,

É pra nós a resistência,

A força, a garra e a saga,

O grito de independência

Do sertanejo que luta

Na frente da emergência.


Vale a pena ouvir o cordel completo:

 

Juazeiro - Música de Humberto Teixeira / Luiz Gonzaga

Juazeiro, meu destino

Tá ligado junto ao teu,

No teu tronco tem dois nomes,

Ele mesmo é que ecreveu

Ai, juazeiro

Eu num güento mais roer,

Ai, juazeiro

Eu prefiro inté morrer.

Ai, juazeiro...


Relembre a música:

    Seja o primeiro a comentar esta matéria!



Ver todas de: artigos